17 setembro 2008

Louvação

Aquelas vestes
Todos os atributos sejam louvados
Para arfarem prazer e volúpia
Esbanjar deleite carnal
Surripiar energia astral
Como uma fada safada
Embriagada de desejos sádicos
Energúmena
Animalesco instinto abrandado.

Um comentário:

cacos poéticos disse...

Já edicionei seu blog no meu, agora
quem por ventura se arriscar à alguns cortes, por conseguinte poderá
se queimar.
Mantenhas as chamas altas.
A POESIA seja Louvada!
Um Abraço.