05 outubro 2008

Tatoo

Se me cortasse agora
Direcionaria a atenção para a dor do sangue a escorrer
Esse é o sentimento, vontade de dar um sôco no espelho e sangrar
Culpada, ele não me sai da cabeça
Só quero que me esqueça
Tento o mesmo e nada...
Salinas hoje batizada de Ruínas
cada dose é uma poesia
Cada sôco que não dou é um palavrão
Gostaria de ficar sozinha.

Nenhum comentário: