23 novembro 2008

Tarado

Passou a mão no meu rosto de leve
Colocando o cabelo atrás da orelha
Enquanto me falava uma merda qualquer que não me lembro pois não era importante
Colocou as duas mãos no meu ombro
Quando derepente me segura os cabelos num penteado tipo rabo de cavalo
Me vira de costas e puxa o meu corpo contra o seu
Roçando-se com vontade e levantando sem a ajuda das mãos o meu vestido de verão
Me beijando o pescoço
Ainda segura meus cabelos com uma mão enquanto tira minha calcinha com a outra
Me vira com brutalidade e solta meus cabelos
Me beija a boca e faz um elogio sobre meus cabelos longos
Depois senta no sofá à minha frente e fica me olhando enquanto cheira minha calcinha.

3 comentários:

vivi disse...

que loucura...

Anônimo disse...

Me queimei pelos teus textos. Impressões singulares de um universo feminino bem pessoal. PARABÉNS Pat!!! Abraços podrex.

Raquel disse...

lindo, inesperado com mudanças de cenas rapidas...
Com um certo fluxo de prazer.
Extravagante e belo-->
Perfeito.