31 dezembro 2008

Maiores e melhores, menores e piores.


Sedutora idéia de imortalidade
Prolongar aquilo que lhe causa alegria é naturalmente humano?!
Mas o que quero no momento não é o que quero pra vida toda, talvez seja, não sou uma deusa para afirmar isso com convicção.
O engano não!
O não entedimento, o fechar de olhos para as portas iluminadas da realidade, deve ser por isso que tenho fotofobia.
Estou VIVA, tenho que saber o que a mente gosta, o que o corpo deseja, e o triunfo supremo da minha ruína é que EU SEI.
Longe de ser vulgar, sou promíscua nas minhas vontades, quero de uma só vez o sexo, o chocolate, o amor e o álcool; não necessariamente nessa respectiva ordem de importância, ou talvez sim, não sei, a gente se lembra mais do que é mais importante.
Amo a vida e tudo que ela me traz, por que desmerecer alguns acontecimentos que me causam dor agora , se por muito tempo me renderam suspiros, sorrisos verdadeiros, prazeres incomensuráveis, seria uma tolice . Foi bom , mas a vida me reserva muitas outras coisas, maiores e melhores, menores e piores , ou vice-versa.

"Nunca deixo de ter em mente que o simples fato de existir já é divertido." (Katherine Hepburn).

Um comentário:

SHELEU disse...

não sei imaginar o mundo sem mim.....sei lá...ia ser muito chato....rsrsrsr
adorei