10 dezembro 2008

Sonho

Me puxou contra ele e me jogou no paraíso
Lá permanecí
Até o demônio com seus olhos avermelhados
me lembrar que nossas íris raramente mirariam o mesmo espelho
Deixei os paraíso, calcei os sapatos e lhe beijei na escada para eternizar o sonho.
Demônios são anjos perdidos.
Esses sabem do amor e da dor que corriam o risco de jamais sentirem.

Nenhum comentário: