13 setembro 2009

Acordou, olhou para o lado

Uma grande remela embaçava tudo

Mas nem assim conseguia ser feio

Sua barba roçava em mim

E eu sentia todos os arrepios possíveis para um mortal.

Nenhum comentário: