05 dezembro 2011

Águas de Novembro

Andava saltitante atravessando a passarela
Nuvens baixas e densas
Lembrando daquela barba de dois dias
Daquele cheiro de banho tomado.
O levantar de sobrancelhas
O sorriso escanteado
Ai Deus! Um suspiro e um arrepio.

Nenhum comentário: