19 dezembro 2014

Fome de dragão

É sempre o mesmo sonho
Que se repete há anos.
Uma história mal contada
De uma mulher mal amada
Com um amor mal resolvido.

É como se um dragão hibernasse
Para desaparecer nas cinzas do tempo.
Para só agora, sabe Deus porque
Voltar a renascer na carência dos meus ouvidos.

Acordado de um grande sono
Ele desperta em chamas

Dormir é a melhor forma
Deleite na lembrança que ela guarda dele.
O sonho agora é outro.

Nenhum comentário: