30 janeiro 2015

Insano Desejo


Decifro em seu olhar fervendo
Um intenso desejo
Excitação incontrolável...
Esse olhar que me ganha
Me carrega para cama
Me anima e me domina
Me torno escravo dos seus desejos 
Do seu prazer.

Seu corpo sobre a cama  me espera
Me acanha e me arranha de prazer
Nossos corpos se roçam, se enroscam
Pouco a pouco suas pernas se abrem 
Se mostram
Se molham.

A vontade insana movimenta minha língua
Lambendo, sugando, mordendo 
Minha boca e teus seios, encaixe perfeito
Inteiramente introduzido
Meu gozo meu prazer em você.

Ao amanhecer já não está
Mas leva no corpo o meu cheiro que o banho as pressas não tirou,
E que no decorrer do dia te fará lembrar de mim,
Em mim as lembranças, o desejo
Poderão fazer com que te deseje outrora
Como um animal no cio, 
Você vai, mas sempre ficará minha amante, minha paixão!

Notas: Poema de autoria anônima, publicado sem autorização do escritor. Adaptado pela minha mente insana, pois no momento o autor se recusa a ter contato comigo.
" A mão escreve do que o coração está cheio"...

Nenhum comentário: