11 janeiro 2016

Samba de domingo


Uma cozinha
Com as cores de Almodôvar
Alto verão, calor intenso
O frescor do fim de tarde
Fogão aceso, fogo no rabo
Eu ouvia Lô enquanto limpava a casa
Mas a trilha era diversa
"Sou um sapato velho
Mas se você quiser
Eu aqueço o frio
Dos seus pés"
Lavei a roupa nova
Ouvindo um samba velho
Um samba meu, só meu
Enquanto me imaginava sendo só dele
Num corpo só
"Se estiver acompanhado, esquece e vem
Se tiver hora marcada, esquece e vem
Venha ver a madrugada e o sol que vem
Que uma noite não é nada meu bem"

Nenhum comentário: