08 novembro 2016

Clavícula

Bateu saudade
Acidente com fraturas leves
Porém sinais graves de esquecimento
Bateu apagão geral
Um telefonema bambeou as pernas dela, mas precisava ser forte para caminhar até a padaria da esquina.
Caminhou...
Bateu medo
Mas pelo menos ele parecia bem
Como foi mesmo que chegaram ao hospital?
Seria uma carona do irmão
Uma vontade de abracá-lo forte para emendar seus ossos faturados
Que coisa
Doía nela também, como Pietá desnuda carregando um filho adulto nos braços
Coisas que machos supõem como seja
Noites ali permaneceriam
Sorte ou azar? Tinham as duas vertentes
Para ela era uma oportunidade de cuidar do seu amor
De mostrar que aguentava aquilo emuito mais
Mas as dimensões também mudam
Tudo é questão de ponto de vista.
Bateu a cabeça
e voltou ao normal

Nenhum comentário: