31 maio 2017

Lembra de mim?

Longe dos olhos
Escreve, relembra
Cativa um dia
Assopra nostalgia
Há mais de uma década
Nesses ouvidos balzaquianos

O rugir dos anos
O ranger dos dentes
O arranhar das unhas
Não tenho outro
Amor em pedaços
Só essa saudade que acalma
Esses pés que se roçam sorridentes.

Nenhum comentário: