20 julho 2017

O próximo amor!

Se vier
Que venha leve
Seja meu, seja seu
Só não seja breve
Como a luz que nos atravessa fugaz

Quando vier
Que eu me encante
Emende meus cobertores
Estabeleça conexões nos meus sentidos
Alimente meu tato e meu olfato
Adormeça em meu umbigo

Quando chegar
Que chegue devagar
Com a barba por fazer
Que vista um roupão e nada mais
Que me traga taças novas e vinhos velhos

Quando eu perceber
Vou plantá-lo na minha aorta
Adubá-lo com endorfina
Projetá-lo para minha retina
O próximo amor sou eu e não você!

Nenhum comentário: